UMA HISTÓRIA SOTERRADA EM VALA COMUM

Em março de 1974, a cidade de Tubarão, em Santa Catarina, sofreu a maior enchente de sua história. Foi na Vila Presidente Médici que as águas começaram sua invasão, que culminou na destruição da cidade, com cerca de 90% da população desalojada e um número incerto de mortos até hoje. Oficialmente se declaram 199 mortos, mas entre a população a estimativa de vidas perdidas chega aos milhares.

 

A abertura de valas para “sepultamento eficaz” – que evitaria epidemias decorrentes dos cadáveres envoltos na lama espalhada pela cidade -, somada à dificuldade de comunicação e identificação dos corpo, tornaram imprecisas a contagem dos óbitos. Tubarão 74 é um longa-metragem de documentário que vai resgatar a história da enchente por meio de depoimentos de sobreviventes e materiais de arquivo. 

Uma parte dos “flagelados" buscaram refúgio no Morro da Catedral, onde ficaram por vários dias recebendo alimentação e aguardando para voltar para suas casas (quando ainda existia casa). De acordo com relatos, a comida se restringia, na maioria das vezes, a pão e banana. Por conta disso, mercados foram saqueados e foi determinado um toque de recolher para manter a ordem e evitar novos roubos.

O filme tem como dispositivo inicial de pesquisa e gravação a busca por personagens a partir de uma exposição de fotos que será realizada na própria Catedral Diocesana de Tubarão.

WhatsApp Image 2021-12-05 at 23.29.53.jpeg

Clique e baixe a apresentação